sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Bolo mármore

Esse era o meu segundo bolo preferido de quando era criança (o primeiro, adivinhem, era de chocolate puro). Tive que conter o impulso de cortá-lo em quadradinhos e embrulhá-los um a um em papel alumínio, pois era assim que eles eram servidos no refeitório da escola (e eu rezava para ganhar dois quadradinhos).

A receita veio da fonte absolutamente inquestionável em matéria de bolinhos: Dadivosa.

4 comentários:

Bracchi disse...

Lud, comentário número 1: seus gatos são fofíssimos!!!
Por aqui rodolfo fica mentindo que tem alergia a gatos (mentira que é mentira) e mantendo a fama dele de mau.
O negócio que eu acho que errei no cheescake, depois de muito refletir acho que foi esse: na hora de diluir a gelatina em pó que manda lá eu diluí em agua fria e água fria não faz gelatina, não dá consistência e deixa tudo estranho.
Bolo eu gosto e faço para engordar rodolfo, querendo eu emagrecer é sempre uma equilíbrio impossível, porque na hora que o estresse aperta é bolo para dentro. Hoje, por exemplo, trabalhei que nem uma escrava para minha orientadora, traduzindo um texto URGENTE e comi dois brigadeiros de colher nada pequenos. Ai, o trabalho escravo no Brasil. Hoje a noite vamos fazer tacos e aguarde notícias no blog.
Bjim

Ludmila Carvalho disse...

Oi Dani! O gato cinza aí da foto é nosso, o outro pequeninho é da vizinha, mas vem aqui brincar sempre :-)

Quanto aos bolinhos, eu também tenho esse dilema, mas termino sempre me convencendo de que a vida é curta demais para a gente não aproveitar um doce de vez em quando.

Beijos, Lud

Dadivosa disse...

Oi, Ludimila
Quanta honra! Gostei demais da homenagem, da foto, da história e desse verde lindo das janelas :)
Faz tempo que não bato um bolinho e passar por aqui me deu vontade ;***

Camila disse...

Lud,

Que foto LINDAAAAAAAAAAAAAAA!!! Parabéns!