quinta-feira, 6 de março de 2008

Quando 2 + 2 = 5

Pudim de pão era uma comida daquelas que eu nunca tinha provado mas podia quase sentir o gosto só de imaginar. O que eu imaginava era um pão bem macio, enxarcado com um rico caldo de creme e ovos, tipo uma esponja molhada mesmo. Pois quando eu vi esta receita de pudim de pão com doce de leite e chocolate, pensei ser a oportunidade de criar uma das melhores sobremesas ever. Afinal, com uma mistura dessa de ingredientes nada pode dar errado, pode?

Pior é que pode. Eu fiz o doce de leite, que ficou maravilhoso (receita ao final do post). Misturei com o creme de leite, ovos, rum, extrato de baunilha para fazer um creme divino. Cortei cubinhos de um pão de ovos, tipo brioche, que por si só já é um pecado, e tostei com um pouco de manteiga. Coloquei tudo para assar com pedaços de chocolate meio amargo e açúcar.

A mistura estava com uma aparência divina, até que saiu do forno mais seca do que eu esperava. À medida que ia esfriando, o pudim foi ficando mais e mais seco. Na hora de servir esquentei o prato achando que ia solucionar o problema. Provei, cheia de expectativas, só para constatar que, além de continuar extremamente seco, o gosto do doce de leite havia desaparecido misteriosamente sem deixar nem rastro.

No fim das contas ficou comível, mas a sobremesa produzida pela minha imaginação ficou bem melhor. Talvez tenha assado tempo demais e o pão tenha absorvido mais creme do que deveria. Talvez tenha usado o pão errado. Talvez não tenha feito nada errado, e o gosto pretendido pelo autor da receita tenha sido este mesmo. Talvez um dia ainda consiga produzir uma sobremesa que faça jus à mistura de ingredientes tão gostosos.


Pudim de pão com doce de leite e chocolate
(Adaptado da revista Bon Apetit de março/2008)

- 8 fatias médias de um pão de ovos tipo brioche
- 3 colheres de sopa de manteiga sem sal derretida
- 1 xícara de creme de leite fresco
- 1 xícara de doce de leite*
- 4 ovos
- 2 gemas
- 2 colheres de sopa de rum
- 1 colher de chá de extrato de baunilha
- 1/2 xícara de chocolate chips
- 1 colher de sopa de açúcar

Pré-aqueça o forno em temperatura média (350F). Corte o pão em cubinhos (despreze as crostas) e misture-os com a manteiga derretida (reserve um pouco da manteiga para untar o refratário). Leve ao forno por 10 minutos, só até o pão começar a dourar. Deixe esfriar. Enquanto isso, unte um refratário grande com o resto da manteiga.

Numa panela pequena, misture o creme de leite com o doce de leite em fogo brando até que tudo esteja bem incorporado. Numa outra tijela bata os ovos, gemas, baunilha e rum. Tire a mistura de doce de leite do fogo e incorpore à mistura de ovos, mexendo bem. Despeje sobre os cubos de pão e deixe-os absorver o creme por vinte minutos. Coloque os chocolate chips, misture, salpique uma colher de açúcar por cima e asse por 35 minutos, até inchar no meio e ficar dourado. Sirva quente.

* Fazendo doce de leite

O famoso, delicioso e autêntico dulce de leche argentino pode ser reproduzido facilmente em sua casa cozinhando lentamente uma lata de leite condensado doce até que ele fique caramelizado e com uma cor bronzeada. Existem várias técnicas para cozinhar o leite condensado: os mais audaciosos colocam a lata fechada para ferver submersa em água por duas horas; os mais prudentes fazem furinhos na tampa da lata e enchem a panela com água somente até dois dedos antes da tampa (essa técnica teoricamente - veja bem, teoricamente - afasta a possibilidade da lata explodir, mas tem o incoveniente de cozinhar o leite condensado de maneira desigual); os completamente covardes, como eu, preferem tirar o leite condensado da lata e cozinhá-lo em banho-maria por algo entre uma e três horas.

Eu preferi a técnica do banho-maria também porque, sendo esta a minha primeira vez, eu queria supervisionar de perto o processo de cozimento para determinar exatamente o ponto do doce. Sim, porque quanto mais tempo o leite condensado cozinhar, mais rígido (e escuro) ficará seu doce de leite. O doce de leite rígido é recomendado para comer puro, de colheradas, enquanto que a variedade mais clara e líquida é ideal para caldas, sobremesas etc., e era esta que eu queria. Apesar de ser uma técnica segura e totalmente stress-free, ela exige um mínimo de supervisão para garantir que a água do banho-maria não evapore. Também ajuda tampar a panela e mexer de vez em quando.

Uma vez pronto, mexa bem o doce de leite até este ficar novamente homogêneo (é normal ele parecer caroçudo) e deixe esfriar. Ele pode ser guardado na geladeira num potinho de vidro esterilizado, mas duvido que vá durar muito. Pensando bem, se o pudim de pão foi um fracasso, pelo menos me deu a oportunidade de descobrir o modus operandi do doce de leite, e eu agora estou a pensar em diversas sobremesas que podem ser feitas com esta iguaria. Cheesecake com calda de doce de leite, alguém?

6 comentários:

laila disse...

é tao triste qdo nos decepcionamos coma receita...estive observando bem as fotos, talvez se tivesse colocado num recipiente menor e mais alto ele nao rececasse tanto..pq na primeira foto ve-se uns pedaços "desprotegidos"!!!

bjs

Agdah disse...

Menina, segundo meu pai: " ...pão molhado é pão molhado, não importa o quanto se tente enfeitar...". Tendo dito isso, vou usar a sua expressão "nota mental": não acredite em nenhuma receita de pudim de pão. É "robada", como dizem lá na terrinha.

Faby disse...

Lud, comadre, rpeciso falar contigo asap. Me manda seu e-mail?

Bjoca!
Faby

Ludmila Carvalho disse...

Oi Laila, eu acho que a receita é que era roubada mesmo, como disse a Agdá, porque pedia um refratário raso e eu ainda mexi bem os cubinhos de pão depois de tirar a foto... e mesmo tendo ficado seco, não justifica ter apagado o sabor do doce de leite... melhor usá-lo numa receita onde ele seja a estrela.

Beijos

laila disse...

é verdade!!! q pena! bjinhus

Fábio Bito Caraciolo disse...

Lud... toda vez, pouco antes do almoço, venho aqui para imaginar que o bandeijão do jornal poderia ter, um dia, essas comidinhas que vc faz aqui... imagino que no lugar da gelatina vermelha padrão a gente pudesse ter um doce de leite desse... huuuuum!!! Vou arriscar e tentar fazer em casa, de surpresa, aproveitando que hj é o dia internacional da mulher e Vanessa tá dando aula!!! beijoo! saudade