quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Calzone e a primeira neve do ano

Aqui no Grande Norte todo ano tem um dia que amedronta todo mundo. E não estou falando do Halloween. É aquele malfadado dia em que você acorda e vê, através das janelas embaçadas, uma camada branca por cima das árvores e da grama. Você espreme os olhos, torcendo para aquilo ser apenas uma alucinação pós-sono, mas a nuvenzinha branca continua lá. E pior: tem mais caindo do céu.


Oh, não.
Já está nevando.
E ainda estamos em outubro.

A primeira neve do ano é um lembrete de que falta pouco, muito pouco, para começar novamente aquela lenga-lenga do inverno: é um tal de colocar mil e uma camadas de roupa, usar a mesma bota todos os dias, andar feito o bonequinho Michelin e ficar entocado em casa tomando sopa e jogando videogame. Só nos resta torcer para que tenha sido apenas uma neve precoce e ainda tenhamos uns últimos dias de outono antes da coisa ficar... er, branca.

Felizmente, este ano temos um mantra que entoamos toda vez que pensamos que o inverno se aproxima: "vamos para a Califórnia". E agora faltam apenas doze dias! É bem verdade que por lá também é outono, mas com temperaturas bem mais amenas. Ontem mesmo, enquanto os termômetros registravam zero graus aqui, em Los Angeles fazia 27 graus. É verdade também que iremos escapar apenas por alguns dias, e quando voltarmos o inverno estará no auge, mas depois de uma viagem com a qual venho sonhando há meses eu encaro qualquer tempestade de neve que vier no meu caminho sem reclamar. Muito.

Mas e o calzone? Eu fiquei divagando e esqueci do que mais interessa, o calzone. Pois bem, agora que a churrasqueira está em vias de se aposentar porque ninguém aguenta mais pisar na varanda e terei que dar adeus às pizzas grelhadas, maior hit do verão deste ano, tive que desencaixotar a boa e velha pedra de assar pizza no forno. Só que ao invés de assar a pizza como sempre decidi inovar e preparei calzones. Que nada mais são do que pizzas fechadas.


Segui as instruções de preparo do Jamie Oliver no livro Jamie at Home, mas preparei o meu próprio recheio usando o que tinha na geladeira. A massa é a mesma massa de pizza que faço sempre. Dividi uma massa média em duas e abri como se fosse fazer duas pizzas individuais. Depois coloquei o recheio sobre metade da massa e fechei a outra metade por cima, apertando bem as beiradinhas para não escapar nenhum recheio. Pincelei a massa com azeite de oliva e coloquei sobre a pedra pré-aquecida em forno alto, voltei ao forno por uns vinte minutos.


Para o recheio, eu fatiei e grelhei uma beringela pequena, misturei com pedaços de tomate fresco e molho de tomate pronto desta marca que eu adoro, coloquei mozarella e ricotta fresca por cima e temperei com sal, pimenta e orégano seco. No calzone do marido foram também pedaços de salame cortadinhos. Só tenho uma dica a dar: calzone tem que ter bastante recheio (principalmente queijo), pois lembre-se que o resultado final será duas partes de massa para uma de recheio. Eu fiquei com medo de colocar muito molho e terminar amolecendo a massa, mas depois me arrependi.

6 comentários:

Magia na Cozinha disse...

Adoro Calzone, que edelícia!
Bem, ao contrário de vc eu adoro frio e neve e detesto sol e calor. Quer trocar? Eu moro na Florida e só rezo pelo dia que poderei sair daqui e morar num lugar civilizadamente frio!
Bjs :)

Nana disse...

Eu sou louca para ver a neve e andar igual ao bonequinho hehehe
Seu Calzone ficou lindo!
Bjs

Flávia J. F. Solís disse...

Ontem nevou aqui pela primeira vez já em outubro. Ótimo para tirar umas fotinhos. Aí o marido disse: "seria bom se nevasse no Natal" (ainda mais que teremos visitas de terras quentes) e eu respondi: "e até lá não nevasse mais". Hehehe. Onde eu moro fica muito bonito com neve (e no outono, e no verão e na primavera, rs), mas a verdade é que no dia-a-dia é um tormento mesmo.

Fábio Bito Caraciolo disse...

Oi Lud! Nevou por causa do meu aniversário, vc já falou isso... mas eu estava aqui pensando se Vanessa algum dia vai se animar e começar a fazer pizzas, calzones, sushis, brownies e essas coisas deliciosas que vc faz :P ehehhee... meu irmão é um cara feliz, tenho certeza... ehehhe
saudade! bj

Ludmila Carvalho disse...

Oi Nana, Claudia e Flávia,
Eu acho a neve linda, não me levem a mal, e é engraçado andar feito pinguim um pouquinho, mas o problema é que aqui no Canadá neva muito e faz muito frio durante cinco, às vezes seis meses do ano. Aí não é fácil... Mas concordo que é muito bonito sim!
Beijos,
Lud

Anônimo disse...

LUD: a primeira vez que ví a neve, até chorei de emoção....mas isto faz tanto tempo....vc ainda nem sonhava nascer....
Concordo que quando é por muito tempo, causa transtornos sim, mas é tão lindo que depois que acaba, ate sentimos saudades, assim como sinto saudades imensas de vcs 2.
Lindo seu calzzone....
Beijos da sua mama