terça-feira, 26 de agosto de 2008

Arroz frito com frango


Acho que não cheguei a comentar isso nos posts sobre a viagem, mas quando estivemos na China um dos pratos salvadores da pátria foi o arroz frito. Qualquer restaurante, mesmo os que não se prezam, tem uma ou duas variações deste prato (alguns têm dezenas, os menus lá são verdadeiros livros), que geralmente é o mais barato e mais satisfatório. Sempre que estávamos indecisos ou sem estômago para provar algo desconhecido, ou quando o restaurante não tinha menu em inglês, apelávamos para o arroz frito (chao fan). E nunca nos arrependemos.

Não sei exatamente o porque, mas eu não comi arroz frito desde que voltamos de viagem - talvez por ser um prato muito simples ele termina sendo esquecido nos restaurantes asiáticos que frequentamos. Até que fomos num restaurante tailandês com a Fabrícia e vimos um prato de arroz frito numa das mesas vizinhas que estava de dar água na boca. Pedimos o que achávamos ser o mesmo prato, e que não era mas estava igualmente delicioso. Naquele momento eu decidi que iria tentar reproduzir a receita em casa, apesar das minhas terríveis experiências de tentar cozinhar pratos asiáticos em casa.

Terminei descobrindo algumas coisas: 1) arroz frito não é exatamente frito (deep fried), é apenas ligeiramente salteado na wok (pan fried) até ficar crocante e quentinho, ou seja, é saudável e extremamente fácil de fazer em casa; 2) arroz frito só deve ser feito com arroz frio e bem sequinho, de preferência aquele arroz de ontem que está na geladeira. Ou seja, é um prato perfeito para aproveitar sobras; 3) você não precisa ter uma wok para fazer arroz frito, basta uma frigideira bem grande e calor máximo no fogão; e 4) é extremamente importante preparar todos os ingredientes de antemão, porque uma vez que o arroz começa a fritar em fogo máximo, as coisas acontecem muito, mas muito rápido.


Na minha receita de arroz frito eu usei meia lata de milho verde em conserva, ervilhas congeladas, dois ovos, cebolinha e um peito de frango, além, é claro, do arroz de ontem. Eu preferi assar o frango separadamente e acrescentar só no final para esquentar, mas suponho que o melhor seja cozinhar o frango na mesma panela que o restante dos ingredientes.

Esquentei uma frigideira bem grande e coloquei duas colheres de sopa de óleo de canola (não é recomendável usar azeite de oliva por causa do sabor forte e da alta temperatura). Quando estava saindo fumaça coloquei o arroz (direto da geladeira) e ajudei a quebrar os pedaços grudados com chopsticks. Enquanto isso, bati dois ovos numa vasilha com duas colheres de chá de óleo de gergelim (sesame oil) para dar um gosto mais oriental à coisa. Quando o arroz estava bem quente coloquei os ovos, que começaram a cozinhar imediatamente. Depois coloquei o milho e a ervilha, e por fim o frango cozido cortado em cubinhos. Temperei com sal, pimenta, molho shoyo e cebolinha e servi bem quente. Ficou muito bom!

Eu tinha lido em outros blogs que o certo era fritar os ovos antes do arroz, retirar da panela e só juntar no final, mas minha intuição achou melhor jogar os ovos crus por cima do arroz, pois assim eles se misturam mais uniformemente ao arroz e você fica só com aquele gostinho de ovo no background, ao invés de comer arroz misturado com ovo frito. Fiquei satisfeita com o resultado quase profissional do meu prato - quase porque sempre acho que falta algum tempero, algum ingrediente, aquele je ne sais quoi que faz com que os pratos asiáticos feitos em casa nunca fiquem com o mesmo sabor do restaurante.

4 comentários:

Fabrícia disse...

Lud eu quero....fiquei com água na boca. Li o post de cabo a rabo e quero preparar aqui em casa. Por falar naquele restaurante....foi bom demais. Aquela arroz frito pede repeteco .... quem sabe no sábado????

beijos para ti, Luiz e Gaston.
ps: o que o Gaston achou da reprodução dele no cupcake?

roberta disse...

oie ,acabei de ver sua receitinha de chan han que e assim ki chamammos aki olha um muito bom tb e o gariku chan han do ingles alho,bom ingles de japones ja viu ne ,mais e otimo com alho desidratado e caninha de porco humm muito gostosinho.
beijus
ro

Bracchi disse...

Ludíssima, comemos arroz, lentilha e frango grelhado ontem e hoje Não deu outra: rodolfo já acordou todo alvoroçado para testar o arroz frito da lud com as sobras. Comemos até o último grão. Com certeza lembraremos dessa receita no dia-a-dia! Beijos saudosos,
Dani

Ivana Millán disse...

Oi, Ludmila!
Adorei a receita.
Sou brasileira e estou morando no Perú. Quando disse ao meu marido, peruano, que ia fazer a sua receita, a primeira coisa que disse foi que era uma versão do "arroz chaufa" peruano (vale a pena ver! é uma mistura "chifa" - comida peruana com chinesa).
Bom, te conto. Nossa versão do seu prato foi com arroz integral. Ficou o máximo. Também dourei o frango - para dar um toque chifa - com açucar amarelo, uma variedade daqui.
Beijo, parabéns. Continuarei por aqui sempre.. :)