segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Quando e como comprar orgânico

Se você acredita nos benefícios (não só para o paladar como também para a saúde - nossa e a do planeta) dos produtos orgânicos mas nem sempre os encontra disponíveis no mercado, ou até que gostaria de embarcar nessa onda mas simplesmente não tem condições financeiras de comprar tudo orgânico, saiba que há maneiras inteligentes de organizar sua lista de compra.

Eu já desconfiava do óbvio - que a prioridade deveria ser dada às frutas e legumes mais frágeis e de casa fina, como tomates, pimentões e batatas, já que aqueles com a casca grossa, como melões, abacate e abóboras, correm menos risco de transportar agrotóxicos e pesticidas até a mesa. Mas você sabia que os aspargos podem ser consumidos não-orgânicos, já que os insetos não gostam deles e os fazendeiros não precisam usar pesticidas? Nem eu.

O portal Culinate organizou uma lista super completa com 20 produtos que você deve procurar comprar orgânico, e vinte que você pode comprar não-orgânico sem peso na consciência. Como é de se imaginar, frutas que se come com casca, como maçãs, pêras, morangos, uvas e pêssegos devem ser comprados orgânicos. Já abacates, limões, brocolis, berinjelas e couve podem escapar da lista. Vale a pena ver a lista completa e incorporar essas informações à sua rotina de compras.

Só vale lembrar que orgânico e local são duas coisas complementares, mas diferentes. Lembre-se que além de procurar produtos orgânicos, dar preferência aos locais (ou seja, produtos cultivados perto de você e que não sofreram com transporte) é a melhor jogada para garantir frutas e verduras mais nutritivas e saborosas. O Culinate ainda lembra que, em se tratando de carne é aconselhável comprar tudo orgânico, já que produtos animais (como carne, ovos, leite e queijo) contém os maiores índices de pesticidas. Felizmente, agora com essa lista dá para se organizar e separar o orçamento para aquilo que é mais importante.

6 comentários:

Camila Novais disse...

Que dicas ótimas, Lud!

Beijos.

menoscaloriasmaisvida disse...

Lud,
adorei este post. Só recentemente ganhei consciência da mais-valia dos produtos orgânicos e produzidos perto de nós, mas para mim é difícil adquiri-los. Primeiro, porque deixaram de existir hortas perto de mim; depois, os orgânicos que poderia comprar nos grandes supermercados, são o dobro do preço. Sempre que posso tento comprar or produtos orgânicos, mas nem sempre dá. Com esta lista poderei organizar-me melhor.
Obrigada.
Uma abraço.
Susana.

tássia disse...

Luuuuud!
Me arranja uma receita com amoras!!
Vim passar uma temporada aqui no interior do RS. Do lado da casa onde estou tem um pé de amora carregadíssimo. Todo dia vou ali na esquina e cato um monte, fresquinha, direto do pé, uma delícia, mas não tô dando conta da produção do pé. Tá tão recheado, merece uma receita =)
Sempre venho aqui conferir as suas gostosuras. Vez ou outra ensaio uns pratos. A pizza de massa caseira tem sido o meu forte. De sobremesa, brownie de dulce de leche, que agora tenho acrescentado castanha-do-pará picadinha... o pessoal do trabalho delira =D

Carol disse...

Oi Lu... tenho lido direto seu blog.. pra ser mais exata, diariamente.. acho o máximo qndo chega a sua cesta orgânica, pena que essas coisas não são comuns aqui em sampa.. Amei a dica do site, a tabela está ótima!!!
Veja se apareça.. anda bem sumidinha... Ah!! essa semana farei a receita do porco com mel e alecrim, estou morrendo de vontade, depois te mostro as fotos.
Bjos, Carol

Ludmila Carvalho disse...

Tassinha, querida, a única receita que eu tenho com amoras foi um sorvete que eu fiz: (http://receitasdalud.blogspot.com/2008/06/sorvete-de-amoras.html), mas acredito que você possa substituir as amoras por qualquer receita que use blueberries (mirtilos) ou framboesas. Eu fiz uns muffins de blueberries uma vez que ficaram muito bons: (http://receitasdalud.blogspot.com/2008/07/sra-blueberry-muffin.html). No mais, você pode fazer geléia ou coulis, que é uma espécie de geléia fresca, ótima para servir com sorvete ou num cheesecake... basta levar as amoras ao fogo com açúcar e suco de meio limão espremido e cozinhar até reduzir e virar uma geléia.
Beijos!!!

Ludmila Carvalho disse...

Susana, eu também achei essa lista muito útil, por isso logo pensei em divulgá-la aqui no blog. Aqui em Montreal é mais fácil o acesso a produtos orgânicos, principalmente com a cesta distribuida pelas muitas fazendas que temos na região do Quebec. Por sinal receber a cesta orgânica fica mais em conta do que comprar produtos não-orgânicos no supermercado, uma prova de que orgânico não precisa necessariamente ser mais caro. Esperamos que um dia seja assim por toda a parte.

Carol, que legal ter você sempre por aqui. Estive bem ocupada nos últimos dias, mas já tenho alguns posts em mente, não se preocupe porque não vou sumir não! E quero ver as fotos deste porco assado...

Beijos, Lud